Início / Conteúdo / Idosa e dois meninos morrem após serem atropelados na Zona Oeste do Rio

Idosa e dois meninos morrem após serem atropelados na Zona Oeste do Rio

Três pessoas não resistiram aos ferimentos após serem atropeladas em Sulacap, na Zona Oeste do Rio, na noite desta quinta-feira. O acidente aconteceu na Estrada do Catonho, altura do número 1.284. De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas das vítimas eram crianças: um menino de 4 anos e outro de 7. A terceira vítima é uma mulher, identificada como Miriam B. de Moura, de 60 anos.

Os bombeiros foram acionados por volta das 20h. Os militares do quartel de Campinho foram até o local para realizar o socorro às vítimas. Quando chegaram ao trecho onde ocorrera o atropelamento, no entanto, constataram que as crianças e a mulher haviam morrido na via. Ainda não há detalhes sobre como o acidente aconteceu.

Por conta do atropelamento, uma faixa de rolamento naquela parte do traçado da Estrada do Catonho está interditada ao tráfego, informou o Centro de Operações Rio (COR), da prefeitura. A movimentação de veículos era intensa no local, no período da noite. Policiais militares também foram acionados. Agentes da CET-Rio orientam o trânsito.

Pelas redes sociais, internautas lamentaram o desfecho trágico do episódio: “Passei pelo local, deve ter sido na hora do acidente. Tinha um homem desesperado no chão e os três corpos, sendo uma senhora e duas crianças. Muito triste. Que Deus conforte o coração dos familiares”, escreveu uma mulher. Segundo alguns relatos, as vítimas seriam parentes.

“Muito triste. Eu vi as crianças no chão e o pai chorando muito. Que cena triste, de arrepiar. Que Deus os tenha”, lamentou outro usuário em um comentário numa página na internet.


Post original click aqui.


Veja também...

Guilherme Arana manifesta desejo de retornar ao Corinthians – Goal.com

Fora dos planos do Sevilla, jovem lateral-esquerdo espera agora por uma posição oficial do Timão …

'Ficamos mais de 12 horas escondidos', conta refém de ataque terrorista em hotel do Quênia

O atentado foi reivindicado pelos radicais islâmicos somali Al-Shabab. O grupo afirma ter reagido em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *