Início / Conteúdo / Empresários suspeitos de sonegar R$ 12 milhões em ICMS são presos em operação no DF

Empresários suspeitos de sonegar R$ 12 milhões em ICMS são presos em operação no DF

Os empresários são ligados aos supermercados Supercei e Veneza. Segundo a polícia, eles criaram uma empresa pra evitar o pagamento de ICMS. São eles:

A Justiça autorizou a prisão dos sete primeiros como medida de garantia da ordem pública e da ordem econômica; a de Pedro como garantia de ordem econômica; e a de Wellington como garantia de ordem pública.

Além das prisões, a Justiça permitiu que a polícia cumpra os seguintes procedimentos na operação Invoice – que significa nota fiscal, em inglês:

Na denúncia oferecida à Justiça, a Coordenação Especial de Combate à Corrupção (Cecor) da Polícia Civil apontou que que os suspeitos negociavam a compra de produtos com fornecedores de outros estados.

As notas fiscais, porém, não eram emitidas em nome dos supermercados, mas no da empresa IASS Distribuição e Logística. Esta companhia funcionaria apenas para diminuir o valor cobrado do ICMS.

Apesar do alto volume de transações, a Secretaria de Fazendo registrou apenas dois recolhimentos de ICMS em nome da IAAS, ambos em 2016, totalizando R$ 3,820,54.

A investigação interceptou ligações telefônicas de 14 números para colher provas. Entre os conteúdos anexados ao processo, está a conversa em que Ézio Deusimar e Marcus Vinícius detalham o suposto caráter ilícito das transações feitas por meio da empresa IASS.

Buscas e extração de dados

A Justiça autorizou busca e apreensão nos supermercados e nos endereços comerciais e residenciais de todos os investigados, além da empresa que presta contabilidade às companhias.

Também foi permitido que os investigadores façam a extração de dados de computadores e de conversas registradas no WhatsApp, como forma de colher novas provas de crimes.

Para cobrir o rombo causado às contas públicas, o juiz decretou o sequestro de dois carros de luxo, de uma lancha e de bens e ativos financeiros no valor de até R$ 12.121.921,83 de quatro empresas e dos presos.

O G1 e a TV Globo tentam contato com a defesa dos empresários.


Click aqui para acessar a notícia original


Veja também...

Polícia investiga jovem suspeito de forjar acidente para ocultar homicídio do namorado em Uberlândia

O suposto acidente de trânsito foi registrado na noite do dia 24 de maio, no …

Trump contraria inteligência e diz que Rússia não espiona mais os EUA

Presidente dos EUA vai contra o que diz seu próprio diretor nacional de inteligência e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *