Início / Conteúdo / Após chuva e rajadas de vento, moradores de SP sofrem com falta de luz e vias bloqueadas

Após chuva e rajadas de vento, moradores de SP sofrem com falta de luz e vias bloqueadas

A forte chuva e o vendaval que atingiram a cidade de São Paulo e a região metropolitana na noite deste sábado (3) ainda provocam reflexos na manhã deste domingo (4). Das 20h30 até as 9h30, os bombeiros receberam 195 chamados para quedas e vistorias de árvores em diversas regiões como Morumbi, Butantã, Campo Belo, São Bernardo do Campo, Santo André, Cotia e Santana do Parnaíba.

Bairros da Zona Sul estão sem energia elétrica há mais de 12 horas devido à queda de árvores. Além disso, há vias bloqueadas e semáforos apagados.

Árvore cai Rua São José com a Avenida João Dias, em Santo Amaro, após vendaval e bloqueia via — Foto: Reprodução TV Globo Árvore cai Rua São José com a Avenida João Dias, em Santo Amaro, após vendaval e bloqueia via — Foto: Reprodução TV Globo

Árvore cai Rua São José com a Avenida João Dias, em Santo Amaro, após vendaval e bloqueia via — Foto: Reprodução TV Globo

Na Rua São José com a Avenida João Dias, em Santo Amaro, uma árvore caiu e os moradores do entorno estão sem luz. Na Rua Michigan, no Brooklin Paulista, a queda de uma árvore arrastou os fios de alta tensão e deixou os moradores de uma vila presos.

As rajadas de vento assustaram os moradores e toda a capital paulista chegou a ficar em estado de atenção por uma hora para alagamentos, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), órgão da Prefeitura de São Paulo. O CGE informou que áreas de instabilidade formadas pelos calor e a aproximação de uma frente fria provocam as fortes rajadas de vento.

Árvore caída na Rua Groenlândia, na altura da Rua Elias Lobo — Foto: Arquivo pessoal Árvore caída na Rua Groenlândia, na altura da Rua Elias Lobo — Foto: Arquivo pessoal

Árvore caída na Rua Groenlândia, na altura da Rua Elias Lobo — Foto: Arquivo pessoal

As fortes rajadas de vento foram registradas pouco antes da queda de um helicóptero na área de mata no distrito de Quatinga, em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo.

O acidente, que deixou três pessoas mortas, ocorreu no começo da noite deste sábado (3). As vítimas ainda não foram identificadas e a origem e destino da aeronave são desconhecidos.

Equipes do Corpo de Bombeiros encontraram destroços do helicóptero que caiu em área de mata de Mogi.  — Foto: Willian Tanida/TV Diário Equipes do Corpo de Bombeiros encontraram destroços do helicóptero que caiu em área de mata de Mogi.  — Foto: Willian Tanida/TV Diário

Equipes do Corpo de Bombeiros encontraram destroços do helicóptero que caiu em área de mata de Mogi. — Foto: Willian Tanida/TV Diário

Seis pessoas ficaram feridas ao serem atingidas por uma janela que caiu de um prédio na orla da praia de Santos, no litoral de São Paulo, durante uma ventania na noite deste sábado (3).

Segundo as primeiras informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 19h30, na praia do José Menino. “Seis vítimas estiveram no Posto Marítimo para pedir ajuda. Elas tinham cortes pelo corpo causados pela queda de uma janela de um prédio na praia”, explicou o sargento Cristian.

O Corpo de Bombeiros não deu detalhes sobre o local exato que as vítimas estavam quando foram atingidas. Elas estavam conscientes e foram levadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros para Unidade de Pronto Atendimento (UPA – Central) de Santos.

Janela caiu de prédio na orla da praia, no bairro José Menino, em Santos — Foto: Luis Paes/Globo News Janela caiu de prédio na orla da praia, no bairro José Menino, em Santos — Foto: Luis Paes/Globo News

Janela caiu de prédio na orla da praia, no bairro José Menino, em Santos — Foto: Luis Paes/Globo News


Click aqui para acessar a notícia original


Veja também...

Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou hoje (14), em depoimento à Justiça Federal …

STF: punir motorista que foge do local do acidente é constitucional

Na tarde desta quarta-feira (14) o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por maioria …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *